musicas.mus.br

Letras de músicas - letra de música - letra da música - letras e cifras - letras traduzidas - letra traduzida - lyrics - paroles - lyric - canciones - O CRIME NãO é CREME - REALIDADE CRUEL - música e letra

Utilize o abecedário abaixo para abrir as páginas de letras dos artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

O Crime Não é Creme letra


Nós voltamos que nem as primavera anualmente,
Com revolta na mente inteligente pra bater de frente,
Sente, é quente que nem a fé que conduz os crente,
Só que com ódio diabólico entupindo os pente,
Treme, siririco que inveja quer saber sempre,
Aonde eu tô, quanto que é o show, é assim infelizmente,
Creme? Nem crime, apenas sigo firme, lembre
Que aqui na arena não nasci pra ser semente,
Sede de beber meu sangue os PM porco sempre teve,
Desde quando os mano louco agem friamente,
Vem sempre de Blazer, mó escândalo de sirene,
Se pã forja os baguio pros primário virar reinscidente,
É, Jão, é sempre as mesmas fita,
Os favelado atrás das celas e os playboy nas avenida,
Dando rolê de Porsche, de caminhote Dodge,
Pagando de Smirnoff e no bolso vários doláres,
Enquanto nóis aqui tamo a prova de bala,
Que vale mais com Deus do que muito sem nada,
O que que cês qué? Uma família em paz com uma mulher,
Ou condenado a mais de dez por catar o Santander.

(2x)
Se nóis não é nu mundão muita treta
Não tinha respeito pra falar de cadeia e nem dos mano
Correria sem problema nenhum
O crime não é creme... BUM

É proce vê né tru, parece até piada,
Desviam da Previdência milhões num passe de mágica,
E pra nóis sempre sobra a mesma merda,
Obrigado a morrer no estado de miséria nas favelas,
Meu inimigo tá em Las Vegas jogando Pôker
Ou assistindo Pavarotti na Itália de Smoking,
Em Bariloche fazendo alpinismo,
Surfando no Hawai e viajando de jatinho,
E nóis aqui doidão, trocando tiro toda hora
Por mais um ponto de droga ou morrendo na giratória,
Dos banerj da vida, maluco quem diria,
De HK e de matraca invadindo as delegacia,
Não é pra menos os moleque de 380
De Susuki 1100 abrindo o crânio das burguesa
Da showha, do Café Cancun, do Usina Royal,
Por um Vulcam Motorola e um talão de cheque especial,
É triste, mas não é filme de 007,
Hacker criminoso virtual pela internet,
Que saca, da conta da madame e dá risada
É o 15 33 no mundão metendo bala!

(Refrão)

How Jow, não tô na capa da De Source nem da Vibe
Muito menos rebolando com os playboy da Limelite,
Não pago de bandido, não me iludo com Rolex,
Meus truta sou favela onde o crime prevalece,
Não fui indicado ao Oscar nem ao Gramy,
Apenas sirvo de pesquisa pra pericia forence.
Bandido quer e como quer malotes, pacotes e
glock
Na cabeça do superintendente da Bosh,
Enquanto os tru... de 762
Se arriscam pelo caminhão de carga do Magazine Luiza.
Nós voltamos pra fazer somente compreender,
Que o bagulho é mil grau, o sistema quer você
Todo fudido e ensanguentado furado de bala
Ou no presídio amargando pena máxima,
Então o chicote estrala, tipo brasa ardente
Sociedade se alarma por que o crime não é creme.

(Refrão)

Realidade Cruel - Letras

©2003 - 2017 - musicas.mus.br