musicas.mus.br

Letras de músicas - letra de música - letra da música - letras e cifras - letras traduzidas - letra traduzida - lyrics - paroles - lyric - canciones - BANDIDO MAL - REALIDADE CRUEL - música e letra

Utilize o abecedário abaixo para abrir as páginas de letras dos artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

Bandido Mal letra


O que você vai fazer da sua vida
o nosso amor da a beira de um naufrágio

De cordão de ouro no peito
De carro importado nervoso
Garrafas de whisky e champanhe
Hoje você me diz:
"Como é bom por aqui ser bandido mal"

Não vai pra grupo malandro que
No fundo é tudo ilusão
Dez dias na rua não se compara a um na prisão
Hoje é má mão uma pá de idolatra
Na cola, todos adulando exaltando dizendo que é foda
Sua vida no crime
Seus assalto nervoso
Os caixas que você estourou
Os vermes implorando socorro
De ré nas avenidas
Era só mais um na história
Você se gabá e contar na quebrada com gloria
Malandro bom, Bandido mal
A vida é curta meu truta
E nada pra sempre é igual
Vivi ao seu lado passei dias de cão
É triste lembrar os policias entrando em casa querendo forjar
Me levar no seu lugar
Filhos no colo (vai vendo)
Dispensa vazia
No fundo é a fiel que sofre enquanto gasta com as vadias
Noites e noites, praias, rolê, baladas
O clima é tenso
Frenético nas madrugadas
Ao seu lado todos querem está
Posso imaginar
O quanto cê banca, a banca bota pra moer, rasgar
Notas de 100, te conheço bem
Traz a lua amarrada em barbante, e muito mais além.

De cordão de ouro no peito
De carro importado nervoso
Garrafas de whisky e champanhe
Hoje você me diz:
"Como é bom por aqui ser bandido mal"

Douglas:
Sou vagabundo
É desse jeito que elas gosta
Sempre cola
Descendo o Guarujá
Rolê de Jet ski, rolê nas orlas
De moto loca e na noite
Bancar os pião
Eu aqui com meus parceiros
Nois é tudo vida de ladrão
Ta vendo Jão, os whisky as garrafa
Aqui todo mundo envolve é assim toda madrugada
E amanhã tem mais, pode acreditar
Vida no crime, o dinheiro foi feito pra rasgar

K.A.R.O.L:
Sei que se esqueceu
que a família em primeiro lugar
Nois num passadinho preto, você jurava me amar
Me iludi, tão fácil, me entreguei de alma
Cê toda vida me dizendo
"mina muita calma "
E não entendia
Que não era dinheiro nem joia
Que eu queria era você comigo a toda hora
Lado a lado meu parça
Junto em qualquer parada
No sal no açúcar, meu truta, seja no óleo ou na água
Me dediquei a nóis
Não escutei a voz
de quem sempre meu bem sempre quis meu bem
Minha mãe a sós
Comigo sempre falava
"Filha presta atenção a mente é quem guia a gente é a mente não o coração"
Então estou, aqui
Pra dizer meu gato
Que as putas que você bancava na rua
É o fato de eu sair fora da vida
Fica com deus se liga
Quero ver se no desacerto tem alguém que trinca
Como eu trinquei com jungo e sacola pesada
Sendo humilhada nos dias de visita tirada
Pelos gambé de farda
Os bota bico, sujos
Só espero não ter que dizer adeus pra você no túmulo

De cordão de ouro no peito
De carro importado nervoso
Garrafas de whisky e champanhe
Hoje você me diz:
"Como é bom por aqui ser bandido mal"

Realidade Cruel - Letras

©2003 - 2017 - musicas.mus.br